Blog

Acompanhe as notícias sobre acupuntura

Quando recorrer à reprodução assistida e como a Acupuntura pode ajudar?

As mudanças na rotina e nos projetos da mulher contemporânea vêm transformando a gravidez tardia em uma realidade para muitas delas. A idade avançada pode ser um dos fatores  que dificultam a chegada de um bebê.

De acordo com a especialista em reprodução humana Waldely de Paula Pires, após os 35 anos, a taxa de fertilidade feminina cai progressivamente, o que torna mais difícil a chance de engravidar. “Por causa da atividade profissional intensa, as mulheres, de modo geral, têm deixado para engravidar mais tarde. Com os múltiplos casamentos, a incidência de pessoas que adiam a gravidez também tem aumentado”, comenta.

Quando o casal decide procurar um tratamento de fertilização nesse cenário de maior idade,  a médica reforça que é importante saber que as chances são menores do que se fosse uma paciente mais jovem.

Tratamentos com Acupuntura

Mas o estresse pelas tentativas frustradas pode ser um fator importante na dificuldade para engravidar. E a Acupuntura pode ser eficaz nesses casos. Um estudo com mulheres com disfunção de ovulação já comprovou os benefícios da técnica milenar chinesa. “É importante que o casal compreenda que isso atrapalha e deixe de lado a obsessão pela gravidez. Assim, o resultado é mais rápido”, explica  dr. Fábio Roza, médico acupunturista responsável pela clínica Itapevacupuntura em São Paulo.

Quando a decisão é por procedimentos de fertilização, as chances de complicação  se tornam maiores por causa da idade. “Há mais risco de abortamento, alterações genéticas, hipertensão e diabetes na gestação. Por isso, é importante fazer um pré-natal bem detalhado e cultivar hábitos de vida saudáveis”, pontua Waldely.

Para tratamentos como a recuperação de ovócito transvaginal, a Acupuntura também pode auxiliar no pós-operatório. Entre os benefícios está a redução significativa da dor após o procedimento.