Blog

Acompanhe as notícias sobre acupuntura

Com a Acupuntura, seu organismo é o seu próprio remédio

Uma das maiores vantagens do uso da Acupuntura nos mais diversos tratamentos está justamente no fato de que ela trabalha para que o organismo do paciente produza as substâncias necessárias para combater os problemas de saúde apresentados.

A técnica milenar chinesa especializou-se em estimular pontos do corpo humano que auxiliam em cada caso -  os chamados acupontos. Isso só é possível graças aos neurotransmissores, armazenados nas células nervosas e que, quando solicitados, levam informação a outros neurotransmissores e ativam locais do cérebro específicos.

Um deles é a endorfina, de enorme potência analgésica. Outros efeitos podem ser obtidos com o estímulo de determinados neurotransmissores, como  a ação anti-inflamatória, a diminuição da frequência cardíaca e até a sedação,  conforme explica o Dr.  Hong Jin Pai em seu livro “Acupuntura – de terapia alternativa a especialidade médica”.

Mensageiros do corpo

Uma das funções da Acupuntura é justamente chegar aos neurotransmissores responsáveis pela reação do organismo a um determinado problema. E várias pesquisas já comprovaram que o efeito das agulhas está no estímulo desses mensageiros do corpo tão desejados por quem está doente.

Por isso, a técnica é tão procurada por gestantes, pessoas com restrições a medicamentos  ou quem não obteve sucesso com tratamentos da medicina ocidental.  Afinal, na Acupuntura, o seu organismo é quem produz o seu próprio remédio.